• Vickie

    Cães que mordem o próprio dono

    0

    Há poucos dias fui mordida pelo meu cachorro, um vira-lata de quase três anos, sobrevivente único de uma ninhada de sete que foi criado com muito mimo. Apesar de ser um cachorro estabanado, ciumento e agitado, nunca foi agressivo. Cheguei a ficar magoada por ter sido mordida pelo meu animal de estimação e até tentei arranjar algumas desculpas para justificar a mordida. Não vi que ele escondia algo na sua casinha e achei que ele me confundiu e sentiu-se ameaçado quando fui lhe fazer um carinho. Simples assim. (só que não). Minha curiosidade em descobrir porque um cachorro tratado com tanto carinho, de repente, resolve morder quem cuida dele, me revelou dados importantes. Em minhas pesquisas, descobri que na verdade somos nós, os donos, que inadvertidamente deixamos que nossos cães tomem a liderança. Ao serem contrariados, ou importunados, eles reagem da forma que sabem, ou seja, mordendo quem não se submete às suas vontades, mesmo que essa pessoa seja seu dono. Descobri também que não são apenas os cachorros grandes ou de raças consideradas agressivas que são perigosos. Isso é um mito. Todas as raças e tamanhos de cães podem morder quando provocados, até mesmo os pequenos chihuahuas. Não porque...

  • poder de cura cachorrocao

    O poder de cura do cão

    0

    Os cães, na sua condição pura, enxergam além de defeitos físicos, intelecto, condição social, doença, etc. Por isso são sempre escolhidos para prestar uma importante ajuda: Reabilitar pessoas. Muitas ONGs fazem uso do cão para auxiliar na recuperação física ou psicológica e até social de pessoas. Estão presentes em asilos, hospitais, abrigos, penitenciárias, etc. O uso de cães para fins terapêuticos teve início por volta de 1800 na Inglaterra, onde passaram a ser utilizados em sanatórios com bons resultados entre os internos. Em 1997, Hannelore Fuchs, médica e psicóloga, montou uma equipe que levava cães e outros animais para auxiliar no tratamento de pacientes com câncer, paralisia cerebral, é outras enfermidades. Alguns dos hospitais a receber estes ilustres voluntários foram a Sta. Casa, Hospital São Paulo e o GRAAC. Os cães tem o poder de diminuir o mal estar dos pacientes, ajudá-los a se relacionar com outras pessoas, deixam os pacientes mais felizes além de incontáveis outros benefícios. O instituto Cão Terapeuta, realiza um trabalho muito semelhante, levando cães para ajudar diversas pessoas a enfrentarem a difícil condição de enfermidade.(http://caocidadao.com.br/cao-terapeuta/) Em New Orleans, nos Estados Unidos existe um abrigo para pitbulls resgatados que serve também para auxiliar presidiários a serem...

  • dar a patinha

    Comandos básicos para seu cachorro

    0

    Todos admiram quando se deparam com um cachorro adestrado, a obediência dos animais quando bem treinados é surpreendente, mas requer uma boa dose de disciplina do treinador. Caso queira se aproximar de seu amigo canino e você mesmo adestrá-lo, fique atento as dicas que iremos dar, lembre-se que nas mãos de profissionais, o resultado pode ser mais rápido e eficaz, pois eles são especialistas e estão habituados a treinar cachorros, mas se você se dedicar, poderá fazer um excelente trabalho. Conheça os comandos básicos e os principais recompensas: petiscos, coleira e um lugar agradável. Senta • Posicione o petisco na frente do focinho de seu cachorro; • Dê o sinal “SENTA”, e mova a recompensa em direção a seu cão; • Ele deverá sentar, em caso positivo, recompense ele, em caso negativo, não recompense e tente ajuda-lo a entender o comando, o sinal “SENTA” pode ser acompanhado de uma mãozinha para que ele de fato fique sentado; • Repita todos os dias. Deita • Ensine o comando senta; • Sente seu cão e mostre a recompensa descendo até o chão com o sinal “DEITA”; • Se obedecer, recompense e elogie, se não obedecer, o ajude; • Repita todos os dias....

  • SEU CÃO LATE QUANDO APARECE VISITAS

    O seu cão late quando chega visita?

    0

    Um problema que pode afetar o seu convívio com os vizinhos e suas visitas é o latido do seu cachorro. Se o seu animal tem esse hábito e costuma afastar e até irritar as pessoas que participam do seu convívio, aqui vão algumas dicas para que essa rotina mude: Dê a máxima atenção ao seu animal, ele precisa e caso isso não seja feito diariamente, o cão torna-se triste e solitário e fica cada vez mais propenso a latir. E também tente não dar atenção ao animal quando ele faz do latido motivo para chamar atenção, ignore-o. Isso mostrará que o latido não é notado pelo dono, então ele mudará a tática para se manter em foco. Outras opções para evitar os ruídos são exercitar o cão, com brincadeiras e corridas, já que além de educar fará o cão se cansar e assim ficará mais calmo. Quando o problema é focado nas suas visitas é interessante que você acostume o cão aos convidados, uma dos treinamentos é: Ao chegar o convidado, retire o seu cão da sala, e após dez minutos solte-o e faça com que todas as pessoas o ignorem, isso desarmará o animal. E também, faça com que...

  • agressividade cães

    Cães agressivos

    0

    A agressividade em cães é algo extremamente difícil de ser controlada, em muitos casos, mesmo com uma criação atenciosa e com carinho diário não é o suficiente para que seu filhote cresça e vire um cão calmo. Todos os animais possuem seus instintos e, no caso dos caninos, a agressividade é necessária quando se trata de animais selvagens, a estratégia adaptativa destes animais é serem agressivos para defender seus territórios e filhotes. Além disso, todos os caninos possuem hábitos carnívoros, o que os obrigam a caçar, os instintos de caça também são fatores que influem na agressividade dos animais. Estes instintos, na natureza, são necessários para a sobrevivência, mas eles são passados para todos os descendentes, inclusive a espécie criada para ser domesticada, os nossos cães. A dificuldade de se controlar um cachorro briguento está nestes instintos, lutar contra a natureza de um indivíduo pode se provar um grande desafio. As recomendações dos especialistas são de sempre dar carinho ao seu cão, mas tomar cuidado para não mimá-lo, pois os filhotes crescem como crianças humanas, se você der muita liberdade eles, eles se posicionam como líderes do bando. Quando isso ocorre, este cão se sente em posição superior ao seus...

  • raça poodle

    Cachorro quando é contrariado morde o próprio dono

    0

    Sempre se ouve por aí que muitos cães são agressivos e mordem sem motivo algum não só pessoas desconhecidas, mas o próprio dono. Apesar de muitas pessoas acreditarem nisso, dificilmente isso acontece sem motivo. Veterinários e entendidos no assunto afirmam que é muito raro cães que mordem sem razão. Na verdade, segundo especialistas, isso apenas ocorre quando o cão tem desvio de comportamento de ordem genética, o que significa maus cruzamentos ou se tiver alguma doença neurológica que permita esse tipo de comportamento. Se o cão não tiver nenhum desses problemas, dificilmente ele irá morder sem motivo. O sentimento de agressividade de alguns cães só aparece quando o cão se sente ameaçado, se defendendo e não como forma de ataque. O cachorro tem reações violentas, na maioria das vezes, para defender seu território, seu dono ou sua fêmea. Também pode acontecer quando ele se defende e reage a um ataque físico de outros animais, quando sente algum tipo de dor ou quando está com medo. Nos casos em que o cão morde sem motivo, podem ser amenizados mostrando mais confiança, não avançando no território delimitado do cão e estabelecendo a hierarquia do dono e do cachorro. A solução é reestruturar...

  • Cães com ansiedade de separação

    Cães com ansiedade de separação

    0

    Ao escolher um animal de estimação é preciso entender que você está levando alguém que precisará de parte do seu tempo dedicado a ele. Os cães geralmente são mais apegados aos donos e por isso viverão parte de seu tempo pensando em alegrá-los e nada mais justo do que uma retribuição de carinho. Com o passar do tempo, a relação entre o cão e seu dono, assim como nas relações humanas, tende a se fortalecer, criando um vínculo emocional muito forte, principalmente por parte do animal. Um dia o dono ou a dona precisará fazer uma viagem, longa ou talvez não, e não será possível levá-lo, o que requer uma preparação porque de certa forma acaba surgindo uma ansiedade devido a essa separação. Se for viajar sozinha ou sozinho, é bom saber que seu cachorro tem sentimentos e um deles é o medo de perder o amigo ou a amiga que o acolheu. A ansiedade da separação é diferente de uma depressão, pois surge da dificuldade que o cão tem em se separar do dono. Preparando seu cão antes de se ausentar É interessante que alguns dias antes do dono se ausentar, comece a preparar o cachorro para a separação....

Scroll To Top

Options

Layout type:

liquidfixed

Layout color: